• Breaking News

    Pesquisar neste blogue

    quinta-feira, 18 de outubro de 2012

    Rapariga vitima de ciberbullying suicidou-se

    Rapariga vitima de ciberbullying suicidou-se

    O suicídio de uma rapariga de 15 anos vitima de Cyberbullying está a chocar o Canadá. Este trágico acontecimento foi o resultado de três longos anos de bullying por parte dos colegas de escola e amigos, devido uma fotografia íntima tirada num momento irreflectido, quando tinha apenas 12 anos.

    Um ano depois de ter partilhado a sua fotografia com um desconhecido, a sua vida tornou-se um inferno. O homem anónimo começou a ameaçar a jovem rapariga dizendo que se não se voltasse a despir, iria espalhar a fotografia na internet, até esta chegar aos seus familiares e amigos. Apesar da pressão Amanda não cedeu, mas o homem concretizou a ameaça e a partir daí foi sempre recebida na escola com insultos. Perdeu todos os amigos e os respeito pelas pessoas e não foi preciso muito tempo para aparecerem os primeiros ataques de pânico e depois a depressão.

    Em desespero de causa, Amanda mudou de escola, depois mudou de cidade, mudou novamente de escola e cidade. No entanto, o fantasma da fotografia continuava a perseguir Amanda, pois o agressor conseguia sempre descobrir  novas informações sobre a jovem com o auxilio da fotografia. Para chegar a Amanda, o agressor criava perfis falsos no Facebook com a fotografia de Amanda nua e tornava-se amigo das pessoas da nova escola ou da nova cidade.

    Devido a todos estes anos de tortura psicológica, a jovem em tenra idade não resistiu à pressão e cometeu o suicídio. Contudo, há cerca de um mês, Amanda Todd publicou um silencioso e dramático vídeo no YouTube onde contava, apenas por palavras escritas, a sua história e o seu desespero.

    Uma fotografia roubada aos 12 anos a esta adolescente canadiana tirou-lhe a vida aos 15. Amanda foi vítima de ciberbullying durante três anos por ter mostrado o peito a um desconhecido na Internet. Fez um vídeo a pedir ajuda que foi publicado há um mês no Youtube. A solidariedade acabou por chegar já apenas como homenagem: antes disso, ela suicidou-se. 

    Sem comentários:

    Enviar um comentário