Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Natália trabalha 12 horas por dia, seis dias por semana, mas tem que pedir ajuda para comer

Natália trabalha 12 horas por dia, seis dias por semana, mas tem que pedir ajuda para comer

O Público notícia hoje a triste história de vida de uma senhora de 46 anos, Natália Pinto, que vive com um filho menor e mesmo trabalhando 12 horas por dia, 6 dias por semana numa empresa de segurança privada e mesmo assim precisa de pedir ajuda para comer.

Trabalho o máximo que posso, faço horas extra, trabalho em dia de folga, aproveito todas as oportunidades para ganhar mais algum dinheiro, mas as despesas são constantes, e o meu ordenado – de pouco mais de 500 euros – não chega para tudo”, confidenciou à Lusa

Do seu ordenado (pouco mais de 500 euros), 400 euros são para pagar o apartamento, isto sem contar com electricidade, água e telefone. Acorda todos os dias às 5:30 da manhã e regressa sempre por volta das 9 da noite. As únicas ajudas que recebe são do abono do seu filho que é de 42 euros.

"Ao menos tem emprego" - Dizem



Bizzarru Facebook

Sem comentários:

Enviar um comentário