• Breaking News

    Pesquisar neste blogue

    quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

    Emigrar para a Noruega - Documentário

    Emigrar para a Noruega - Documentário

    Com uma taxa de desemprego entre os 15-16% (2013), muitos são os portugueses que partem à procura de um futuro melhor noutro país. Contudo, devido à enorme concentração de emigrantes nos habituais países de destino (Suiça, França, Luxemburgo, Reino Unido), muitos têm tentado entrar nos paises nórdicos como a Dinamarca, Suécia, Filândia e Noruega, onde as condições de vida são melhores.

    No que diz respeito à Noruega, apesar de ser considerado o melhor país do mundo para se viver e de possuir uma taxa de desemprego de apenas 3%, não é um país de entrada fácil no mercado de trabalho. O principal entrave de muitos que ali procuram trabalho é a língua. Segundo comentários e testemunhos no site Portugueses na Noruega, deslocar-se para a Noruega mesmo com curso superior e fluência em inglês não é garantia de sucesso, pois a maioria dos empregadores exige o Norueguês.

    Outros factores que muitos não sabem antes de emigrar:

    1. Para abrir uma conta no banco pode ser necessário um contrato de trabalho.
    2. Cidadãos de países membros da UE podem ficar na Noruega até 3 meses no máximo como turistas. 
    3. O custo de vida é bastante elevado. Por exemplo 6 mil € dá para apenas dois meses na Noruega.
    Vantagens
    Desvantagens
    Salário médio - €4500/mês
    Frio
    A Noruega não tem dívida externa
    Viver 6 meses de dia e 6 meses de noite
    Há 5 anos consecutivos que é considerado o melhor pais para se viver.
    Saber Norueguês
    O dinheiro que o estado Norueguês tem em caixa daria para pagar todas as despesas do estado Português ao longo dos próximos 26 meses.
    1º ano a trabalhar na Noruega – Junho recebemos 0 NOK na conta– devido a acertos, e como não descontamos nada no ano anterior de IRS
    Maior igualdade de oportunidades do mundo.

    Vagas para todos no jardim-de-infância.

    Pais e mães noruegueses têm direito a uma licença remunerada no primeiro ano de vida do filho.  A fim de incentivar mais homens a participarem da criação dos filhos, 10 semanas desta licença são reservadas ao pai.
    Pais e mães noruegueses podem escolher entre tirar um total de 46 semanas de licença com 100% do salário ou 56 semanas com 80% do salário.

    A Noruega possui actualmente o mais alto Índice de Desenvolvimento Humano do mundo

    O ensino obrigatório na Noruega é gratuito até ao ensino secundário, inclusive.

    Não é necessário visto




    Sites úteis:
    Portal de emigração Norueguês
    Informações sobre a Noruega a ter em conta antes de emigrar
    Forum de portugueses na noruega
    Blog sobre um português que quer emigrar para a Noruega
    Procurar trabalho na Noruega

    Fica também aqui um documentário da SIC sobre portugueses que emigraram para a Noruega.




    Bizzarru Facebook

    Se gostaste do artigo considera assinar a Feed e recebe todas as novidades no teu email.

    Enter your email address:


    Delivered by FeedBurner

    Sem comentários:

    Enviar um comentário