• Breaking News

    Pesquisar neste blogue

    segunda-feira, 10 de março de 2014

    Rescisões milionárias na televisão portuguesa

    A revista Notícias TV, suplemento do JN e DN, publicou há cerca de um mês um artigo sobre os processos polémicos que opõem as "estrelas" da TV e as respectivas estações televisivas. Este artigo deu o exemplo de casos como o de Nuno Santos, Manuela Moura Guedes, Teresa Guilherme, entre outros, e que resultaram em rescisões milionárias.


    Em 2002, Emídio Rangel foi despedido da RTP depois de apenas 11 meses de trabalho, mas recebeu uma indeminização de 450 mil Euros (90 mil contos). Em entrevista ao Diário de Noticias, o antigo director-geral da RTP afirmou que apenas recebeu metade do valor que estava previsto, mas aceitou receber os 450 mil euros pois não queria passar 6 ou 7 anos em tribunal. Agora adivinhem quem pagou esta rescisão de contrato? Pois...


    Pouco mais de 10 anos depois, Nuno Santos também foi dispensado da RTP, mas recebeu bem menos do que Emídio Rangel, 150 mil euros que é o limite máximo que a RTP agora impõe para indeminizações.


    Já a actual apresentadora do Quem Quer Ser Milionário, Manuela Moura Guedes, recebeu 300 mil euros quando foi dispensada da TVI. Contudo os "campeões" em saídas milionárias foram Teresa Guilherme e José Eduardo Moniz, quando saíram da SIC e TVI, respectivamente.


    A atual apresentadora da Casa dos Segredos recebeu 3,2 milhões de euros, valor que corresponde à venda da 70% da participação da produtora que criara, a Terra do Nunca. No que diz respeito a José Eduardo Moniz, este recebeu 3,5 milhões de euros.


    Ver Também: TVI baixa salários mas aposta em publicidade nos jogos da liga espanhola.


    Emidio Rangel José Eduardo moniz Manuela Moura Guedes Nuno Santos Rogério Samora Teresa Guilherme


    Sem comentários:

    Enviar um comentário